Petra pela Rodovia do Rei

 

Tesouro
Tesouro

Pegamos uma excursão no hotel para Petra pelo que eles chamam de King Highway (mas aqui tudo tem o nome do rei ou de alguém da família dele). Saímos cedo e fomos para Madaba onde tem uma igreja com pedaços de um mosaico antigo com um mapa do oriente médio para ajudar os fiéis a fazer as peregrinações. Não tiramos fotos porque não pode.
De lá fomos para Mount Nebo onde se supõe que Moisés esteja enterrado. Dali você vê o Mar Morto, Jericó, Belém, o Monte das Oliveiras e outros lugares que eu não sei traduzir ou não conheço.

E finalmente chegamos ao Mar Morto. O ponto mais baixo da terra. Vamos dizer que é um lugar assim turístico, caro para entrar e com direito apenas ao mar (que já é público), piscina de água doce, chuveiros e um vestiário. Armário você tem que pagar a parte. O mar é muito interessante, você boia sem nenhum esforço e é muito salgado.  É uma sensação bem estranha. Mas é sujo demais para um lugar que a gente paga tão caro. Na água tem sacos plásticos e lixo de todo jeito. Na praia tem garrafas pet, bitucas de cigarro e papel. Ou seja, típico da Jordânia que é um lixo só. Eles dizem que são os ventos fortes que espalham mas para espalhar precisa ter o lixo em primeiro lugar. Para registro, tive que encher o corpo de lama do Mar Morto que é famosa por sarar doenças de pele e por deixar a pele macia. Deixa é fedida. É um cheiro insuportável.

Paramos para tirar algumas fotos do Parque Natural de Dana e da mulher de Lot (aquela que olhou para trás e virou uma estátua de sal)


Depois no Castelo de Shobuk, um castelo medieval, grátis e interessante, mas não tanto quanto o de Ajlun.

E depois de um longo dia, cansados, suados e famintos chegamos às 17h00min em Petra. Hotel, sanduba e cama. Acordamos e fomos para Petra onde hordas de turistas já tinham chegado. Tinha uma excursão com uns 50 cariocas todos com a camiseta do Brasil e o boné da excursão. Estavam fazendo peregrinação em Israel e deram um pulinho até Petra. É tão pertinho.

Petra tem fama porque realmente é linda, mas é abandonada pelas autoridades. Cobram R$ 150,00 de entrada e nem te dão mapa do lugar (que é enorme). Só se você for até outro quiosque e pedir. Lá dentro eles ficam te oferecendo para ir de cavalo / burro, charrete ou camelo. São tantos animais que o parque só cheira a estrume. É difícil andar olhando as belezas com o chão coalhado do próprio e também fica difícil tentando desviar dos animais que estão indo e vindo. A cada 10 passos tem alguém vendendo coisas.  Na maioria bijuterias ou cartões postais e oferecendo os burros para fazer o passeio. Como as tumbas e casas eram construídas nas rochas os buracos estão lá e tem as cores lindas das pedras. Você entra para ver dentro da tumba e quase desmaia. O pessoal usa como depósito (e banheiro) dos burros. A gente sempre encontrava um cavalo lá dentro. Algumas são depósitos de lixo e fedem do mesmo jeito. E todas aquelas ruas de pedras originais embaixo de cascos: vá antes que acabe.

O parque abre às seis da manhã e fecha às seis da tarde. E confie em mim, dá para ficar o dia todo. Creio que andei uns 10 km entre ida e volta. Ficamos destruídos.

Um pouco de história. Petra foi um um assentamento de tribos árabes que vieram da península árabe a 2200 atrás. Eles tinham muitas habilidades e se davam bem com vários outros povos porque seus negócios eram com as caravanas e então incorporavam o que aprendiam com os outros às suas coisas. Eles eram nômades e já haviam tido contato com chineses e indianos. Na Jordânia viraram os grandes negociantes das rotas da região que passavam com marfim, temperos indianos e sedas.

2 comentários sobre “Petra pela Rodovia do Rei

  1. Maria Luiza Novaes dos Santos

    Muito bom, me deu oportunidade de recordar,minha viajem à Petra, gostei de ter ido, muito lindo…..

  2. Wilde A Campos

    Cenários maravilhosamente incríveis, de tirar o fôlego, e que inacreditavelmente ainda subsistem com toda a sujeira e mau uso. Penso que vocês dois conseguiram aproveitar cada momento, apesar de tudo. Agora, Índia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s