Pushkar – a cidade espiritual

Cena típica de Pushkar: hippies, sadhus, indianos. Todos a beira do lago.
Cena típica de Pushkar: hippies, sadhus, indianos. Todos a beira do lago.

A religião hindu é bastante complicada para entender. Eles acreditam na divina trindade (trimurti) que deu origem ao universo: Brahma (generator G – criador), Vishnu (Organizer O – organizador) e Shiva (Destructor – D – destruidor) formando a palavra GOD – Deus. Cada deus desses pode ter várias personalidades (eu digo que são deuses esquizofrênicos), são casados com deusas e tem filhos. Isso gera uma quantidade de deuses absolutamente inacreditável e templos variados. Conta a lenda que Brahma, o deus criador, deixou cair uma flor de lótus na terra e no ponto em que caiu emergiu Pushkar Lake. A cidade e o lago são pontos de peregrinação dos hindus como um oásis no deserto. Também atraem hippies, pessoas em busca do espiritual, loucos de todos os tipos. E com essa fama toda vêm todos os tipos de enganadores: vendedores de drogas, falsos profetas que só querem aproveitar para ganhar um dinheiro. Como todos os guias e viajantes avisam sobre isso não fomos pegos. Mas vimos pegarem vários turistas. A cidade toda é vegetariana, não se encontra carne e às vezes nem ovos. Álcool nem pensar. Mas os hotéis são baratos e você pode até ficar embevecido pela espiritualidade (ou maconha) do lugar. Não se pode beijar ou abraçar também. Nada de demonstrações de afeto.
A cidade tem centenas de templos alguns de imenso mau gosto outros bonitos. O mais famoso é o Brahma Temple porque dizem é o único dedicado a esse deus na Índia toda. Também conta a lenda que Brahma queria fazer um yagna (autoflagelação) na beira do lago e sua mulher Savitri não foi assistir. Ele ficou bravo e casou-se com outra. Savitri ficou tão nervosa que jogou uma praga nele dizendo que ele jamais seria reverenciado em nenhum outro lugar além de Pushkar. O templo, no entanto não tem graça e não se podem tirar fotos.
Pushkar é uma cidade que concentra 52 ghats (são as escadarias usadas para chegar até a água e para fazer as atividades religiosas) ao redor do lago. Nesses ghats não é possível tirar fotos ou ficar de sapatos. A sujeira é grande e não tivemos coragem de andar descalços (mesmo depois do templo dos ratos). O peregrino vem a esse lugar sagrado para banhar-se nas águas. Alguns ghats são famosos. Varah Ghat é dito já ter sido local de aparição de Vishnu. Gandhi Ghat foi onde espalharam as cinzas de Ghandi e o Brahma Ghat foi onde o próprio deus se banhou.
Para os turistas o melhor é o Jaipur Ghat porque não tem falsos religiosos, pode andar de sapato e pode tirar fotos.

A caminhos de Pushkar passamos em Ajmer aonde vimos o Nasyan Templo (templo vermelho). Jainista e muito bonito.
A caminhos de Pushkar passamos em Ajmer aonde vimos o Nasyan Templo (templo vermelho). Jainista e muito bonito.
Um dos inúmeros templos de Pushkar. Um dos mais bonitos.
Um dos inúmeros templos de Pushkar. Um dos mais bonitos.
Templo de Brahma (favorito do Carlos que também gosta do Antártica)
Templo de Brahma (favorito do Carlos que também gosta do Antártica)
Peregrinos se banhando no lago em um dos ghats
Peregrinos se banhando no lago em um dos ghats
Vista de vários ghats
Vista de vários ghats
Jaipur Ghat , o ghat dos turistas
Jaipur Ghat , o ghat dos turistas
Por do sol no lago Pushkar
Por do sol no lago Pushkar
A cidade também é azul
A cidade também é azul

Cenas da cidade

Vendedor de tchai
Vendedor de tchai
Procissão de devotos puxado por um camelo
Procissão de devotos puxado por um camelo

E Carlos disse que finalmente, depois dessa experiência espiritual (e um prato de comida indiana), ele encontrou o seu eu interior. Encontrou tanto que tive que dar imosec para ele.

7 comentários sobre “Pushkar – a cidade espiritual

    1. vcteixeira

      Você ri porque não é com você. Com as condições sanitárias da Índia não é fácil encontrar seu eu interior.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s