Jaipur – a cidade vinho

Hawa Mahal ou Palácio dos Ventos
Hawa Mahal ou Palácio dos Ventos

Jaipur é a capital do Rajastão e é como todas as cidades da Índia: caótica e congestionada, mas tem seus encantos. Palácios gloriosos, a cidade velha (chamada de cidade rosa pela sua cor vinho), fortes enormes no topo das colinas e aquele clima de cidade que um dia foi real. E, como todas as cidades, é cheia de cor, cor dos turbantes dos sikhs, dos sáris das mulheres que aqui sempre são mais coloridos e das inúmeras lojinhas de artesanato e têxteis.
Como faz parte do triângulo dourado (Délhi, Agra e Jaipur) que todos os turistas vêm conhecer é um lugar onde a gente sofre muito mais assédio. Além dos preços exorbitantes das atrações. No Lonely Planet falava um preço e já tínhamos certeza que ia ser dobrado. E tem que pagar entrada, câmera, guia e taxa de estacionamento. Nunca nos sentimos tão explorados como em Jaipur. E nunca vimos tantos vendedores e pedintes na porta das atrações. Não é possível passar 1 minuto em tranquilidade. Carlos e eu não conseguíamos nem discutir a próxima atração tal a quantidade de gente em volta vendendo, pedindo ou os dois. Isso sem dizer que você tem que prestar atenção na rua, na sujeira e desviar de tudo isso. No entanto, a quantidade de atrações também é grande e a beleza faz você esquecer tudo isso.
No primeiro dia em Jaipur fomos conhecer dois lugares deslumbrantes. Birla Lakshmi Narayan Temple todo esculpido em mármore branco. Sempre dizemos que não vamos mais ver templos, mas é o que tem na Índia e cada um mais surpreendente que o outro.

Vista lateral do templo. Chama-se Birla por causa do construtor.
Vista lateral do templo. Chama-se Birla por causa do construtor.
Vista lateral. Lakshmi Narayam é o deus da prosperidade
Vista lateral. Lakshmi Narayam é o deus da prosperidade
Birla queria que fosse um templo ecumênico, portanto essas imagens.
Birla queria que fosse um templo ecumênico, portanto essas imagens.
Templo grande e pequeno templo com Shiva
Templo grande e pequeno templo com Shiva

Depois fomos passear em frente ao Albert Hall onde fica o museu central. O prédio é grandioso e mistura o estilo do Rajastão com o estilo mongol o que o deixa muito gracioso. É de 1876 e foi iniciado pelo Príncipe do País de Gales – Albert Edward. Fica no final de uma avenida larga e arborizada muito bonita. A vista de longe é estupenda. Difícil é tirar foto uma vez que o trânsito é sempre uma barreira.

Albert Hall – Museu Central
Albert Hall – Museu Central

Mas a melhor vista de Jaipur foi o McDonalds e o KFC. Quando vimos vibramos de alegria. No hotel conversando com aqueles belgas de Udaipur e com outros turistas descobrimos que todos sentiram o mesmo: até que enfim comida de verdade. Imagine como estamos para acreditar que fast food é comida de verdade. Mas foi uma alegria. Ficamos dois dias em Jaipur e nos dois dias almoçamos lá. Depois de 14 dias de comida indiana que vem em quantidades mínimas foi uma festa.

Carlos esperando ansiosamente a foto para atacar a comida de verdade. Frango, é claro.
Carlos esperando ansiosamente a foto para atacar a comida de verdade. Frango, é claro.

Depois do almoço, felizes, fomos andar na cidade velha. A cidade velha fica quase totalmente rodeada por um muro típico dos fortes e na cor vinho. E para entrar e sair são vários portões que foram restaurados. A cidade apesar de antiga foi de forma bem atual, tem avenidas que dividem tudo em retângulos e cada retângulo é especializado em um tipo de loja e artesanato.

Vista da cidade a partir do HawalMahal
Vista da cidade a partir do HawalMahal
Vista da cidade a partir do HawalMahal
Vista da cidade a partir do HawalMahal

Dentro dela fica o HawaMahal – Palácio dos Ventos, o Jantar Mantar ou Observatório e o City Palace.
Começamos pelo Jantar Mantar que é um patrimônio mundial da UNESCO. Quando você entra parece um jardim de esculturas estranhas e enormes, mas na verdade todos são 14 instrumentos (yantras) astronômicos que funcionam. O marajá adorava o assunto e antes de construir o lugar, mandou estudiosos para os quatro cantos do mundo para aprenderem a construir. Ao todo ele construiu cinco desses: um em Délhi, um em Varanasi, um que já foi destruído e um em Ujjain. Através desses instrumentos / esculturas eles calculavam as horas, os eclipses, a posição dos corpos celestes e o horóscopo. É um lugar que merece ser visitado pelo inusitado e pelo bonito já que é todo em mármore e pedra amarela.

Jantar Mantar visto do HawaMahal. Observe o tamanho das esculturas
Jantar Mantar visto do HawaMahal. Observe o tamanho das esculturas
Ponto de observação do Vrihat Samrat Yantra (gigantesco relógio de sol que tem precisão de 2 segundos )
Ponto de observação do Vrihat Samrat Yantra (gigantesco relógio de sol que tem precisão de 2 segundos )
Rasivalaya Yantra (Mostrador Eclíptico) que mede a latitude e longitude celestial do zodíaco
Rasivalaya Yantra (Mostrador Eclíptico) que mede a latitude e longitude celestial do zodíaco
Ao fundo Krantivritta Yantra que mede as latitudes e longitudes celestiais
Ao fundo Krantivritta Yantra que mede as latitudes e longitudes celestiais

E terminamos com o HawaMahal, um palácio feito em pedra vermelha com cinco andares e que foi construído pelo marajá para permitir que as mulheres da família real observassem a vida da cidade. Subindo os andares a gente percebe isso, dá para ver toda a cidade pelas janelas ou treliças sem ser visto. De lá dá para ver o palácio e o Jantar Mantar e os bazares. É chamado de Palácio dos Ventos porque foi construído de forma a deixar o vento fluir para amenizar o calor da região.

Vista do inteior do HawaMahal. Mahal quer dizer Palácio.
Vista do inteior do HawaMahal. Mahal quer dizer Palácio.
Vista do inteior do HawaMahal. Mahal quer dizer Palácio.
Vista do inteior do HawaMahal. Mahal quer dizer Palácio.

O grande dia seria o dia seguinte. Íamos andar de elefante e visitar o Amber Palace um dos pontos altos da viagem (não sei não porque foram tantas coisas maravilhosas). O Amber Palace foi construído em 1592 pelo marajá Man Singh, comandante do exército de Akbar. É um palácio muito bem conservado e como todos os palácios dos marajás tem lugar para as audiências públicas, privadas, um templo, os aposentos do marajá, o palácio onde as mulheres ficam confinadas (Zenana Hall) e que sempre tem uma ligação com o aposento do marajá para suas visitas noturnas e o Hall dos Prazeres. Sendo da época medieval é o palácio mais significativo dentre todos.

Vista do Amber Palace a partir do lago
Vista do Amber Palace a partir do lago
Jardim de especiarias do Marajá
Jardim de especiarias do Marajá
Diwan-i-Am (Hall das Audiências Públicas) com fileiras de colunas duplas e treliças
Diwan-i-Am (Hall das Audiências Públicas) com fileiras de colunas duplas e treliças
Entrada decorada com mosaicos e esculturas
Entrada decorada com mosaicos e esculturas
Janela usada pelas mulheres para espiar o que acontecia nas audiências com dignitários estrangeiros
Janela usada pelas mulheres para espiar o que acontecia nas audiências com dignitários estrangeiros
Latrinas do palácio. Com água quente e fria. Existem várias dessas no palácio
Latrinas do palácio. Com água quente e fria. Existem várias dessas no palácio

Para chegar até a entrada do palácio eles oferecem uma subida com elefantes. Vai o condutor e duas pessoas. É uma diversão. O elefante vai naquele passo calmo, é mais tranquilo que o camelo e o visual é muito legal. Custa caro e eles não deixam tirar fotos da gente porque querem vender as fotos dele depois então temos apenas fotos dos elefantes.

Fila de elefantes esperando os passageiros
Fila de elefantes esperando os passageiros
Fila indiana da chegada  dos elefantes ao palácio
Fila indiana da chegada dos elefantes ao palácio
Chegada dos elefantes ao palácio
Chegada dos elefantes ao palácio

Logo após o Amber Palace fomos ver o Forte Nahargarh construído em 1734 pelo Marajá Sawai Jai Singh II que é o fundador de Jaipur e que foi construído como lugar de descanso. O forte em si não é muito bonito, mas a vista é espetacular. Dele conseguimos ver Jaipur no melhor lado, o da cidade antiga. Dentro do forte está um palácio igual no estilo a todos os outros já visto e mais bem conservado que o forte que é o Madhvendra Palace e que tem novo apartamentos para as rainhas, todos muito parecidos e bonitos.

Vista do Forte Nahargarh
Vista do Forte Nahargarh
Madhvendra Palace
Madhvendra Palace
No caminho, o Jal Mahal ou Lake Palace
No caminho, o Jal Mahal ou Lake Palace

E depois de tantos cenotáfios conseguimos reconhecer um de longe e sabemos até o que são. São memoriais para os marajás e geralmente são no estilo mongol de mármore.

Royal Gaitor – cenotáfios reais
Royal Gaitor – cenotáfios reais
Royal Gaitor – cenotáfio do Marajá Jai Singh II em mármore branco esculpido
Royal Gaitor – cenotáfio do Marajá Jai Singh II em mármore branco esculpido

Uma passadinha pelo Raj Mandir Cinema, o cinema número um dos filmes de Bolywood é um ícone da cidade. É tão kitsch que fica até engraçadinho e as filas são enormes.

Raj Mandir Cinema – cartão postal de Jaipur
Raj Mandir Cinema – cartão postal de Jaipur

Dormir, madrugar e partir para Agra. Gostamos muito de Jaipur. Foi pouco tempo para fazer tudo.

Um comentário sobre “Jaipur – a cidade vinho

  1. Wilde A Campos

    Quando pensamos que já vimos tudo, nos surpreendemos, como vc mesmo disse, com a beleza de outros palácios, como esse vinho, de cinco andares que abre o post, do Birla, da limpeza incomum de se ver, no Posto de Observação, da janela delicadamente vasada, para as mulheres e até com a graciosidade e leveza do cenotáfio em mármore branco. E depois, vc e Carlos provando que ninguém precisa fazer dieta para emagrecer, é só ir para a Índia. Bjs e agora Himalaia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s