Delta do Mekong – onde a água dirige a vida

Mercado flutuante de Cai Rang
Mercado flutuante de Cai Rang

Em Saigon compramos um passeio de dois dias pelo Delta do Mekong. Esses passeios são muito turísticos, mas a outra opção seria explorar por conta própria e não temos tempo suficiente. Os lugares que o passeio leva não são os mais característicos do Delta e nem os mais interessantes. Ainda assim aproveitamos bastante.

O delta do Mekong é uma região única e a vida na água tem permanecido sem mudanças por séculos. É perto de Saigon, ficamos em Can Tho que é a maior cidade do delta e tem vários mercados flutuantes inclusive o de Cai Rang um dos maiores. O Mekkong nasce nos platôs do Tibet e corre por 4.500 km e por 6 países até se dividir em vários outros distributários que banham o sul do Vietnã e deixam o solo tão fértil que a região é conhecida como o cesto do arroz e o cesto das frutas. Por conta disso o país é o terceiro maior exportador de arroz do mundo. Toda a produção é feita de forma artesanal. Oitenta porcento da população se emprega no cultivo de arroz. Os campos são arados não com tratores mas com búfalo da água e a irrigação é feita pelas pessoas com baldes ou cestos de bambuEssa região também foi bombardeada com o agente laranja e outros químicos mas a vida na região anda a seu próprio passo e as fronteiras entre a terra e a água são ignoradas pelos fazendeiros que andam pelos canais de barco para lá e para cá. Lembrou muito a Amazônia: aquele calor úmido, inúmeros canais, barcos a remos, barcos de todos os tipos porque tudo é feito de barco e gente muito típica com seus chapéus cônicos de palha. É um destino para os ecoturistas e lindo de se ver.

Nosso passeio nos levou a uma fábrica de balas de coco. Eles fazem um pouco diferente. Ralam o coco, prensam o coco ralado até tirar todo o leite. O que sobra alimenta os animais e com o leite eles fazem as balas. Acrescentam algumas coisas: amendoim, banana, café e as frutas locais. Mas o mais interessante é que embrulham em papel de arroz, não plástico, e então você descasca a bala e póe na boca com o que pode parecer plástico mas é comestível. Na verdade ele dissolve na boca.

Com isso encerram o dia e fomos para Can Tho passar a noite. Fomos andar pela cidade que é grande, até o rio. No dia seguinte acordar cedo para ir ver o famoso mercado flutuante. Como dizem aqui na Ásia: same same but different que quer dizer igual igual mas diferente. Esse mercado é diferente do que vimos em Bangkok. Vêm barcos grandes, cheio de produtos e os barcos menores encostam para comprar. Ou seja, é um grande Ceasa só que na água. Muito bonito, diferente e colorido. Os barcos de turistas formavam filas para ver o mercado e como sempre tem um barquinho vendendo coisas para os turistas mas o enfoque do mercado são eles próprios. Eles vendem em quantidade.

Depois de todo esse agito, fomos conhecer uma fábrica de macarrão de arroz. Fábrica artesanal. Eles colocam o arroz de molho em água até desmanchar, misturam 50% de tapioca e cozinham como uma panqueca bem fininha numa frigideira. O fogo é feito com a palha do próprio arroz. Essas panquecas eles colocam em armações de bambu para secar. Por causa dessa armação o macarrão fica com as marcas características dele que é da cama de bambu. Depois de secas, várias dessas panquecas juntas são passadas na máquina que corta em forma de macarrão. Adorei ver a fábrica. Nos fundos eles criam porcos alimentados com os restos da fábrica.

E para terminar, mais um barco e uma visita ao mercado central deles que fica em uma ilha. Foi interessante. Além do que vimos sempre também vimos sapos, ratos serem pelados, cobras e muitos peixes. O mais estranho é que estão sempre todos vivos. Alguns eles compram vivos mesmo e outros eu não sei e nem quero saber. Foi por isso que na noite anterior, quando procurávamos restaurante, vimos os cardápios mais estranhos com pratos de cobra, ratos, sapos, crocodilo. Naquele momento eu perdi o apetite mas vendo os bichinhos achei que ia ser difícil alguém me vender algo de carne dai prá frente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s