Noosa Heads – nosso primeiro coala

Esse bichinho preguiçoso que como e fica feito uma bola de pelo em cima das árvores
Esse bichinho preguiçoso que como e fica feito uma bola de pelo em cima das árvores

Em Noosa começamos a perceber o grande erro que cometemos e ficamos quase uma semana para sair da tristeza. Aceitamos, finalmente, que a Austrália não era aquilo que esperávamos e que estaremos presos aqui por três meses. E o pior, presos no lugar mais caro da viagem até agora. Decepção total. E que teremos que deixar de fazer muitas coisas porque o preço é abusivo e nosso orçamento não vai permitir. Que país aborrecido. Já passamos por três praias até agora e todas são muito parecidas, poucas diferenças e mesmo tema. Ou seja, no final em um mês você dá conta de ver tudo o que tem na Austrália e sobra tempo. As cidades são muito iguais às americanas com ruas largas, calçadas largas e sem muros ou cercas, mas sem carro você está perdido porque tudo é feito para estar de carro. Se você está em Sidnei, Brisbane ou Melbourne ainda tem transporte público mesmo que caríssimo e ainda tem coisas interessantes para ver. Nas cidades pequenas ou você tem carro ou não se mexe. Como eu disse nas informações o mercenarismo também chega às raias do desespero, tudo é cobrado e bem cobrado. Nada custa menos de US$ 4,5 / 3 AUD. Também devemos dizer que não foi de todo nossa culpa. Três anos atrás o dólar valia mais que a moeda australiana e eles tiveram muita inflação. Então os preços que as pessoas nos informaram e que estão no guia subiram quase 40%. E quem vem para a Austrália e ama são os jovens que vem aqui curtir: praia, sexo à vontade e bebida idem, muita farra, muita gente do mundo todo. E todos falam bem, é claro. Ou seja, não filtramos direito as informações. A Austrália é como os EUA, não é um lugar para fazer mochila, tem que ser viajada de outra forma e com um orçamento bem maior.
E Noosa Heads não foi diferente do resto. Cidade bonitinha, bem arrumada, várias lojinhas e com praia bonita e normal. São várias cidades todas perto umas das outras entremeadas por vários parques nacionais enormes e lindos. O mais interessante para nós porque estava mais perto foi o Noosa National Park onde vi o coala que valeu toda a viagem. São 580 hectares de terra e é moradia de coalas que gostam muito de uma árvore chamada gum tree, que na verdade é eucalipto, da qual eles comem as folhas e pegam o maior barato. Aí ficam lá se mexendo centímetros, dormindo e mastigando. Bichinhos bem parados que são. Então fizemos a caminhada de 10 km pelo parque. No mais fizemos compras de supermercado, passeamos pela rua mais badalada Hastings Street cheia de lojinhas fofas e fomos embora.
No albergue ficamos com uma dinamarquesa por duas noites. Depois chegou outro dinamarquês bêbado que ficou em cima de uma alemã que ficou apenas um dia. Tirando o bêbado drogado o resto foi normal. O albergue é um prédio antigo, histórico, todo feito de madeira e muito barulhento. A localização excelente, lugar bonito, não gostamos muito dele por causa do barulho e da cozinha.

E essa é toda a vista da caminhada pelo parque que pode ser feita por trilhas internas, passando pela floresta, ou pela trilha ao lado do mar que foi a que fizemos.

Coala sempre paradinho
Coala sempre paradinho
Coala muito difícil de ver
Coala muito difícil de ver
Coala muito fofo
Coala muito fofo

E apesar das decepções, todo país tem coisas bonitas para se ver, gente alegre para conhecer e um monte de animais diferentes. É claro que no final nossas memórias serão boas. Continuamos encontrando as mesmas pessoas pelo caminho e algumas são gente muito boa que até ficamos amigos que eu chamo de flash amigos: vem e vão muito rápido.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s