Hervey Bay – na verdade Fraser Island

Fraser Island – naufrágio do navio SS Maheno
Fraser Island – naufrágio do navio SS Maheno

Na verdade, ninguém vai para Hervey Bay. Todos vão dormir ali para no dia seguinte ir para Fraser Island. HB é uma cidade como todas as outras que visitamos até agora e sem praia. Nosso albergue ficava longe da cidade e tivemos que pegar carona com o shuttle que ia levar e trazer os hóspedes umas cinco vezes por dia. O motorista, um alemão de 21 anos chamado Benjamin brincou que éramos os melhores clientes dele porque não saímos do shuttle. Era o único jeito de ir até o supermercado, até o McDonalds usar o wi-fi grátis e ver um pouco de cidade. O albergue é um misto de resort, camping e estacionamento de motor homes. Como fica numa propriedade grande e afastada também era cheio de bichinhos e passarinhos. Lugar bonito, mas complicado por ser longe.
E foi punk. Chegamos junto com uma japonesa que dormiu o dia inteiro e foi embora no dia seguinte sem falar palavra. No quarto já estavam dois amigos da Nova Zelândia e um rapaz de Taiwan super simpático e super gente boa. Depois chegaram uma francesa que fez o passeio de Fraser Island com a gente, e duas alemãs que saíram logo cedo para o outro passeio, depois dois eslovenos e outro menino que dormiu o dia todo e nem vimos a cara. Os neozelandeses que ficaram uma semana nesse quarto disseram que viram passar gente do mundo todo. É porque, como eu disse, o pessoal chega, dorme uma noite, madruga para o passeio no dia seguinte e vai embora. Nós ficamos um dia a mais porque estávamos cansados e ainda tentando nos recuperar da Austrália. Nosso quarto tinha oito camas que no auge da lotação era uma bagunça só. A cozinha era super pequena e nos fundos do quarto. Era um barulhão.

Um dia para chegar, um dia para decidir o que íamos fazer em Hervey Bay e o que faríamos depois (reservar passagens e o próximo albergue) e outro dia para ir ver Fraser Island.
Fraser Island é patrimônio da humanidade e a maior ilha de areia do mundo. Quando ouvimos isso imaginamos a ilha como uma grande duna com o famoso Lago Mackenzie no meio. Ledo engano. Toda ela é de areia coberta de floresta tropical. No começo dos tempos tentaram explorar a madeira mas perceberam que quando a madeira saia só ficava areia e nada mais crescia, tipo assim igual a floresta amazônica, e ai começaram a preservar. Então quando abrem um caminho ele é todo de areia e para andar só pode ser com 4×4. Para dirigir na ilha tem que ter permissão especial e para entrar tem que pagar. Não tem como ir sem ser em uma excursão. Tentamos escolher a melhor custo benefício. A maioria do pessoal faz um passeio de dois dias que dorme em barracas na ilha. Achamos que seria muito caro e veríamos a mesma coisa. Afinal a ilha tem 123 km de comprimento por 25 km de largura. Dá para ver tudo em um dia. Acertamos. Nosso ônibus era um caminhão do exército adaptado para levar turistas. O caminho é cheio de emoção, altos e baixos e caídas bruscas. Encalhamos apenas uma vez.

E na ilha vivem os dingos que foram trazidos para a Austrália pelos aborígenes. Como é proibido alimentá-los não são perigosos. É uma raça pura porque ficaram contidos na ilha e não se misturaram com cachorros. Achei muito parecido com cachorro magro, mas foi uma sensação porque o guia disse que passam meses sem ver algum. Como estão na fase do acasalamento ficam mais agitados.

E foi tudo o que fizemos na ilha. Voltamos a tardinha para descansar e partir no dia seguinte para Airlie Beach. Como sempre todo passeio é ótimo, as paisagens são bonitas. Concluímos que não precisávamos ter parado aqui. Poderíamos ter feito esse passeio a partir de Noosa ou não ter feito porque como estamos subindo em direção ao norte já passamos por florestas parecidas e lugares assim. É um pouco mais do mesmo. Legal foi andar de caminhão por uns 20 km de praia. Algumas vezes passamos pela água mesmo e outra pelos barrancos. Foi divertido. O motorista / guia David muito bom e cheio de informações.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s