Port Douglas – a Riviera do norte

Corrida de sapos da cana
Corrida de sapos da cana

Port Douglas é um destino fino para o australiano. É uma cidade praiana, cheia de milionários e onde os famosos do país tem casas e iates. Como todas as cidades, é arrumada, limpa, cheia de cafés e restaurantes. Finalmente praia bonita e mar em que é possível nadar porque as agua vivas vão embora em junho. É um lugar muito bom para caminhar, passear. A marina é agradável e cheia de barcos e veleiros lindos. Mas sempre nos lembraremos de Port Douglas como o lugar aonde vimos a corrida dos sapos.

O YHA, albergue que sempre ficamos, de Port Douglas faz o transporte ida e volta para a cidade então o custo são só as diárias. Resolvemos ir para conhecer, porque era fácil e porque era mais ao norte e o calor seria melhor. Acertamos. Conseguimos passear, tomar sol um dia todo, ficamos em um quarto de 4 pessoas mas só para nós e com banheiro dentro. O YHA é quase um resort.

No transporte encontramos uma inglesa e duas americanas. Americanas estereotipadas, daquelas que acham que todos tem que falar inglês perfeito e que os EUA são o centro do mundo. A inglesa muito simpática foi quem nos convidou a noite para ir ver a corrida de sapos.

Alemã, Carlos, Jane uma australiana. Do outro lado outra alemã. Todos do hostel
Alemã, Carlos, Jane uma australiana. Do outro lado outra alemã. Todos do hostel

Acontece que um tempo atrás existia uma abelha que atacava a cana e toda a região nordeste daqui planta cana. Como na Argentina existia o mesmo problema e eles tinham combatido com o sapo da cana que come essas abelhas eles resolveram importar o sapo. Foi um erro total (se tivessem perguntado para os brasileiros nós já avisaríamos que importar argentinos não ia dar certo): os sapos não comeram as abelhas e ainda por cima, por não ter inimigos naturais, viraram uma praga. Hoje em dia o esporte favorito é arrumar um meio de exterminar os sapões que além de feios e inúteis ainda tem duas glândulas venenosas nas costas e mata qualquer animal que tente come-lo inclusive os queridíssimos crocodilos australianos. Algumas das tentativas incluem usar os sapos como bola de golfe, fazer corridas em que os que perdem morrem e atropelá-los nas rodovias. Não fique com dó, praga é praga.
A corrida foi divertidíssima. O apresentador em si já era uma figura e um piadista que tirava sarro de todos os presentes. Os sapos tinham nomes criativos e necessitavam de um jóquei que na primeira corrida foi por sorteio e na segunda por leilão. E teve candidatos. E pagaram bem.
Cada jóquei tinha que dar um beijo no seu sapão, colocá-lo de volta no balde. Depois o balde era virado no centro da mesa e todos os jóqueis tinham que tentar fazer o sapo chegar à beirada da mesa usando línguas de sogra. O sapo que chegasse primeiro até a beirada da mesa era o vencedor. Descrito assim parece bobo, mas foi uma farra.

E toda a turma ficou no pub bebendo enquanto fomos embora na escuridão (as cidades australianas são sempre muito escuras creio que por falta de perigos e assaltos) porque no dia seguinte voltamos para Cairns, dormimos uma noite lá no YHA e saímos de manhã para pegar o trem, 30 horas, para Brisbane. Começamos nossa volta para Sidnei de onde nosso voo sairá. Já com saudades do quentinho do nordeste.

Um comentário sobre “Port Douglas – a Riviera do norte

  1. Wilde A Campos

    Port Douglas, como sempre, lugar lindo, limpo, interessante e excêntrico com sua corrida de sapos e poucas pessoas. Aliás, o que menos vemos nas fotos, são os australianos e penso que é pq a maioria vai para os EUA, se tornam famosos e deixam o espaço livre para os animais esquisitos. Bom pq vcs podem se divertir com eles. Bjs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s