Katoomba – três irmãs no meio das montanhas azuis

Até mais impressionante que as Três Irmãs é essa vista do Echo Point
Até mais impressionante que as Três Irmãs é essa vista do Echo Point

Partindo de Melbourne pela tarde, viajamos a noite toda e chegamos a Strathfield (uma estação depois de Sidnei) pela manhã. Pegamos um trem local, tipo metro, até Katoomba. Duas horas e oito dólares depois chegamos ao local. A estação de Katoomba é bonita e turística como se a gente estivesse na Europa. Parece Campos do Jordão É a capital do turismo das Blue Mountains e a base para explorar as montanhas e fazer trilhas. Uma caminhada morro acima com as mochilas nas costas e chegamos ao YHA hostel mais bonito em que ficamos. O prédio em si já é um edifício histórico, bem conservado e com todas as mordomias que sempre encontramos nos YHA: boa cozinha, banho quentinho, lareira, sala de TV. Para nossa felicidade e sorte, alguma confusão foi feita na nossa reserva e não tendo mais dormitórios para ficarmos fomos upgraded para um quarto duplo, só nós, sozinhos e sem ninguém chegando de noite ou saindo de manhã. Foi uma alegria. Foi tão bom, o lugar tão agradável que sentimos não ter reservado mais dias. Além de tudo isso ainda é um hostel que recebe excursões de uma noite. O pessoal vem, passa a noite e sai no dia seguinte para fazer os passeios da região. Como são grupos grandes, fazem o café da manhã no albergue e saem. O ruim é que o barulho e a agitação pela manhã eram grandes. O bom é que tudo o que não era consumido no café da manhã ia para o “free food” (comida que todos podem pegar). Nunca comemos tão bem. Deixaram muffins, croissants, pães finos de todos os tipos, litros de suco de laranja, vinho, cerveja, azeite, english scones. Nem gastamos com comida esses dias. Como pegamos a época de férias escolares era um grupo atrás do outro. Fizemos a festa. Levamos comida até para Sidnei (duas paradas depois).

No nosso primeiro dia fomos até a biblioteca pelo motivo de sempre: wi-fi grátis. E por outro motivo, lemos no guia que a vista da biblioteca era muito bonita e era possível avistar a cidade e as Montanhas Azuis. Depois descansamos porque viajamos a noite toda dormindo encolhidos no trem.

Katoomba sempre atraiu os ricos de Sidnei e por isso tem hotéis e cafés elegantes, daqui é fácil andar até as Três Irmãs, tem supermercados e ATMs. Tem também um teleférico de chão de vidro e que faz um passeio, dizem, espetacular. Como tudo na Austrália muito caro para nós. Tiramos fotos.

Agora deixa explicar as Blue Mountains e as Three Sisters. As Blue Mountains se erguem a 1.100 metros acima do nível do mar. Seu nome deriva do fato de que é coberta de eucaliptos que soltam um óleo que cria uma nevoa azul. No principio dos tempos foi a barreira inexpugnável para os colonizadores brancos. Eles acreditavam que além das montanhas encontrariam planícies férteis mas não conseguiam atravessá-las. Certa época três fazendeiros planejaram minuciosamente a travessia e conseguiram passar. Depois disso construíram estradas e ferrovias e foi criado o Blue Mountains National Park para preservar a natureza. O parque é magnífico e excelente para fazer trilhas de exploração. Perigoso. No hostel pediam para não sair para fazer trilhas sem avisar o trajeto e o destino porque se a gente não voltasse até o final do dia eles mandavam equipe de busca. Também por isso a polícia local empresta para os turistas um celular com localizador e GPS de forma que eles te encontrem fácil quando você se comunica. Existem trilhas fáceis e trilhas na beirada dos precipícios e canyons, portanto muito perigosas. As Three Sisters foram formadas por erosão. As imagens falam por si só.


Mais vista espetacular do Parque Nacional das Montanhas Azuis
Mais vista espetacular do Parque Nacional das Montanhas Azuis

E um vídeo porque nossa câmera não ajuda muito para pegar a dimensão do lugar:

E no último dia fomos fazendo uma trilha por dentro do parque nacional até uma pequena cidade da região: Leura. Seis quilômetros sendo uns quatro kms de trilha e o resto entre as cidades. Leura é a parada de trem antes de Katoomba então imaginem a caminhada.

Na saída para Broken Hill, na ferroviária encontramos Julie uma australiana fã de carteirinha do Ayrton Senna. Disse que tinha a coleção com tudo dele: DVDs, jornais, boné e que estava honrada em conhecer alguém da terra dele. Indicou-nos nosso carro no trem e dali fomos numa viagem muito cansativa em trem e ônibus para o próximo destino: Outback.

A estação de Katoomba
A estação de Katoomba
Anúncios

2 comentários sobre “Katoomba – três irmãs no meio das montanhas azuis

  1. Wilde A Campos

    Como sempre um mundo maravilhoso nos é mostrado aqui, através das tuas palavras e fotos. Realmente Deus foi caprichoso na sua criação. Pena que o ser humano destrói mais do que constrói, onde deveria conservar, mas ainda restam muitas maravilhas a ser vistas e vcs dois estão aproveitando essa oportunidade de forma quase integral. Continuem. Bjs.

    1. vcteixeira

      E nós aproveitando mesmo. Cada dia um lugar mais bonito que o anterior. Isso na Austrália. Espere a Nova Zelândia onde Deus foi ainda mais generoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s