Moreia – um lugar para sonhar

Será que é necessário dizer algo? Hotel Sofitel visto de longe.
Será que é necessário dizer algo? Hotel Sofitel visto de longe.
Será? Cauda de uma das baleias jubarte do passeio que fizermos
Será? Cauda de uma das baleias jubarte do passeio que fizermos

Antes de ir para a PF (Polinésia Francesa) decidimos que íamos visitar Moreia porque é a única ilha acessível de barco, ou melhor, ferry. Todas as outras teríamos que comprar passagem de avião que em cima da hora é sempre mais cara. O que no começo era nossa única opção virou a nossa melhor opção. Bora Bora é extremamente turística e cara e todos que foram nos confirmaram isso. Moreia tem tudo o que tem em Bora Bora só que mais tranquila e mais barata e que une uma ilha verde e com montanhas àquele mar turquesa maravilhoso e também tem aquelas cabanas em cima d´água. Ficamos em um albergue / camping e conseguimos ficar dentro do nosso orçamento. Na verdade conseguimos economizar 22% na PF. Isso devido a Caroline e ao camping que tinha cozinha, supermercado perto e foi a hospedagem mais barata que encontramos.

Em Moreia tivemos nossa experiência mais memorável no mar: vimos baleais jubarte dando um show, nadamos com elas, vimos centenas de golfinhos, arraias comendo na nossa mão, tubarões e peixes, muitos peixes e todos lindos. Tomamos muito sol, fomos ver um show de danças da PF, conhecemos gente ótima; um casal de franceses finíssimos e extremamente generosos que foram nossos vizinhos de quarto, um casal de alemã – Denise / francês – Olivier que passeou com a gente pela ilha, um casal de rapa nui – Gonza / chilena – Carolina que nos deu todas as dicas da nossa próxima parada. Ou seja, nenhum perrengue, nenhum problema, só alegria. E ai, fizemos onze meses na estrada.

Tristeza só no dia em que pegamos o ferry de volta ao Taiti para ir para a Ilha de Páscoa. Quando a menina do ferry me disse Nana (tchau) eu parei e pensei: não quero ir mesmo.
Já começou no ônibus do ferry até o camping onde conhecemos um casal da Austrália, como sempre, simpaticíssimo: Jill e Noel que ficaram no hotel Hibiscus bem pertinho do nosso.
Depois achamos o nosso hotel, estava aberto (porque fecham no domingo ao meio dia e não abrem mais), chegamos a tempo. Quarto bom, só para nós e sem banheiro. À noite tive que sair para ir ao banheiro, lá pelas 3 da manhã, olhei o céu e quase cai de costa. Nunca vi tantas estrelas na minha vida. Aquele céu que era pura estrela, nada de luz por perto e aquele céu claro, lua cheia e estrelas aos milhares.
No primeiro dia acordamos tarde, caminhamos na praia, tomamos sol e fomos ao supermercado comprar a comida da semana e pesquisar preços dos passeios. Na terça saímos de bicicleta, pedalamos uns 30 km e conhecemos um lado da ilha. Paramos em uma praia pública para fazer snorkel, no hotel Hilton para tirar fotos e voltamos quebrados para o hotel.
Mais um dia sem fazer nada andando na praia e vendo as maravilhas dos peixinhos e no próximo dia fazer o passeio para ver baleias. No outro dia alugamos um carro junto com o Olivier e a Denise e fomos conhecer mais coisas da ilha. A noite fomos assistir o show de danças da Polinésia no Hotel Intercontinental. Domingo de manhã fomos assistir uma missa falada em francês e cantada em taitiano, descansamos o resto do dia e no dia seguinte a tristeza de ir embora.
Nenhuma foto e nenhum texto vai conseguir expressar a beleza do lugar, mas vou tentar:

Compramos o passeio de barco para ir ver as baleias. Essa é uma das atividades mais famosas e procuradas da ilha. As baleias procuram um lugar afastado dos predadores, leia orcas, para procriar e como Moreia é cercada por corais e arrecifes que formam uma piscina tranquila que eles chamam de Lagoon então é um lugar ideal para as baleias. O passeio custava a metade do preço da Austrália então decidimos ir. Achamos que talvez alguma baleia aparecesse. Fomos abençoados com a visão de umas cinco ou seis baleias, dois machos se mostrando para uma fêmea e tivemos um show. Foi uma das melhores coisas que já vi. Alguém gritava souflfle (que quer dizer aquele jato de água que elas soltam quando respiram) e a gente sabia que era baleia a vista. Eles também colocam microfones na água para que você possa escutar o som que elas fazem. Me senti dentro do Discovery Channel mas ao vivo. Tiramos tantas fotos que o cartão de memória acabou. Por sorte no aeroporto de Papeete saindo para a Ilha de Páscoa encontrei um francês que estava conosco no barco e ele me deu as fotos dele. E o filme. Obrigado Sylvan.

Depois do show das baleias fomos ver golfinhos. Quando o barco passa o motor faz uma onda que os golfinhos adoram surfar então eles acompanham o barco o tempo todo e dão um show de simpatia. Depois ainda fomos ver arraias. O pessoal do barco leve peixe e chama a atenção das arraias que chegam pertinho. Conseguimos passar a mão nelas que são aveludadas e ficar perto de várias que ficavam nos rodeando esperando peixe. E em volta cheio de tubarões.

Alugamos o carro para passear o sábado todo. Achamos nosso casal clone. Olivier e Denise dois mochileiros fazendo a volta ao mundo e que depois iriam até a Ilha de Páscoa e para o Brasil. Gente igual, sem frescuras, mesmos interesses, foi fácil passear junto. Passamos um dia ótimo. Fomos ao Belvedere de onde se avista o Mont Rotu´i e de onde é possível ver a Baia de Cook, o mar azul e os diferentes tons de verde da paisagem e também é possível perceber que a ilha é um vulcão. Saindo dali fomos invadir o Hotel Intercontinental. Lá tem o Hospital das Tartarugas, o Centro dos Golfinhos e o hotel em si que é um luxo. Como o Olivier fala francês, pediu para ver um quarto. Luxo puro. Passamos pelo Liceu Agrícola onde eu tomei sorvete de gardênia delicioso. Depois ainda fomos ver a rota dos abacaxis e até To atea para ver a paisagem e o Sofitel. Mergulhamos nos corais cheios de peixes da Baia de Opunohu. À noite voltamos ao Intercontinental para ver o show de danças.

Também temos o filme:

E nana Moreia. Quem sabe voltaremos para aproveitar mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s