Cancun – só para turistas. Cenotes – para todos

Nossa vista de Cancun
Nossa vista de Cancun

E depois de ouvir tanto brasileiro dizer que amou Cancun e que a cidade é o máximo não poderíamos deixar de ir estando a apenas meia hora de distância. Agora eu posso te dar vários motivos para não ir para Cancun, mas vou citar apenas os que mais afastariam a gente num retorno:

1. É um dos lugares menos mexicanos do México
2. A zona hoteleira de Cancun consiste em apenas uma grande avenida
3. Turistas estrangeiros detestáveis que vão apenas para as férias de verão para farrear total
4. Hotéis caros com tudo incluído.
5. Beber demais (uma das coisas que todos vão para fazer lá) pode acabar em desastre

É claro que ficar em um resort, com tudo incluído, típico europeu, com restaurantes finos e de ser capaz de comer na praia ou na lagoa com seu amor ao lado, curtindo a lua de mel e sem ter que tomar decisão nenhuma é maravilhoso. Poder ficar uma semana sem ter contato com qualquer ser humano que não seja o do sua espécie: turista e nem sequer ver um mexicano fora do seu horário de trabalho é uma experiência de viagem fantástica (??). Não para um mochileiro.
Claro que parece que tudo é mexicano, mas todo o lugar é uma gigantesca armadilha para turistas que tem pouca semelhança com o resto do México. Se conhecer a cultura ou aprender algo diferente do seu país é algo que você sempre quer este não é o local para você.
Cancun consiste em uma cidade muito bem organizada e bonita e uma grande avenida onde ficam todos os resorts. Esses grandes hotéis internacionais fecham toda a praia e você não consegue ver a praia ou frequentá-la a menos que esteja em um deles (onde eles dão uma pulseirinha que o pessoal carrega com o maior orgulho e que permite você entrar). Então a Riviera Maia só pode ser vista de dentro ou de cima. Isso é a derrota de qualquer turista que não queira estar nos hotéis. Ou não possa.
Sendo assim não temos quase fotos da cidade. Tomamos um café no McDonalds logo na chegada porque chovia um pouco e resolvemos esperar.

Fomos andar no Mercado Central que é bem para os turistas, mas ainda guarda um pouco do México que vimos pelo caminho. Almoçamos em um restaurante do mercado mesmo, muito bom, conversamos com as pessoas e tentamos espiar um pouquinho do mar cada vez que naquela grande avenida tinha uma brecha em que um expatriado de resort pudesse chegar até o mar e admirá-lo.

Foi um dia de descobertas, decepções e aprendizado. Mas como tudo quando a gente passeia é farra e alegria, essa também foi.
Nada que se compare ao dia seguinte quando fomos ver mais um cenote.

Cenote Jardin del Eden

O dia meio encoberto não deixa ver a beleza do lugar
O dia meio encoberto não deixa ver a beleza do lugar

É um cenote bem estruturado, com barracas com mesas, cadeiras e luz, banheiros, muito bonito, enorme, água transparente, cheio de coisas bonitas para ver apenas com o snorkel. Muitas pessoas fazem curso de mergulho em cavernas ali e fica muito bonito quando eles iluminam. É mais barato que o cenote Azul e acreditamos que tão bonito quanto.
E para quem não sabe, cenote é um poço natural, ou sumidouro resultante do colapso de rochas de calcário que expõe as águas subterrâneas que passam por baixo. Só vimos na Península de Yucatán e eram por vezes usados pelos antigos maias para ofertas de sacrifícios. O termo deriva de uma palavra.
Foi o único lugar que nos deu pulseirinha e então fizemos questão de tirar a foto.

Tiramos quando voltamos ao hotel
Tiramos quando voltamos ao hotel

E ficamos ali nadando e snorkeling o dia todo. No lugar tem lanchonete e, como sempre, levamos nosso famoso sanduíche de pão com queijo, biscoitos e água. Foi nossa despedida do México. No dia seguinte demos uma volta por PDC, fizemos umas comprinhas e arrumamos a mala para partir para Los Angeles. Sempre com saudades. O México foi uma das grandes surpresas das nossas viagens. E surpresa boa.
E agora só as fotos que dizem tudo.

2 comentários sobre “Cancun – só para turistas. Cenotes – para todos

  1. Sempre tive um “pé atrás” com Cancún, essa história de brasileiros que vão pra lá e voltam amando, depois de gastar o equivalente a dois meses na Ásia sempre me assustou, haha

    Esse negócio de “praias fechadas pelos hotéis” aliás me lembrou nosso querido Vietnã (Mui Ne). Apesar disso, até que eu gostaria de visitar Cancún, mesmo como porta de entrada para o méxico. Saiu ontem no MelhoresDestinos uma superpromoção de passagens pra lá a partir de inacreditáveis R$78 (é isso mesmo, não tá faltando zero não, rs). Tô me remoendo até agora por não ter visto antes e garantido a passagem!

    Abs.

    1. Nós também acreditamos que toda a unanimidade é suspeita. Mas estando no México você tem que ir para tirar a prova. E as praias e os resorts são lindos. Só que não é bem o destino dos mochileiros, né? Uma passagem nesse preço até vale pagar mais por um hotel na praia hahaha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s