San Diego – melhor impossível

Os Millers - Kamden, Caya, JT, Paul, Melanie
Os Millers – Kamden, Caya, JT, Paul, Melanie

Depois de termos o encontro com a família de sangue do Carlos, fomos nos encontrar com a família por convivência e afinidade. Carlos foi estudante de intercâmbio nos EUA e morou um ano com uma família maravilhosa com a qual ele se encontrou outras seis vezes em suas viagens para a Califórnia. Eu tive o prazer de conhecer os pais (Ginger e Dick), ir passear na Disney com eles e tudo o mais quando fomos para o Havaí com parada na Califórnia. Deixamos Long Beach para trás e fomos para Carlsbad (onde mora o Paul irmão do Carlos). Por causa de problemas com a nossa segunda língua, inglês, quando chegamos lá encontramos toda a família, mas o Paul estava viajando. O Carlos escreveu: “Estaremos ai no próximo sábado”. Em inglês o próximo é o próximo. O dia sábado da semana é referido como este sábado (this Saturday ao invés de next Saturday). Então eles não nos esperavam. Mas isso não foi problema. Fomos recebidos com alegria, curiosidade e amor. O que deveria ser uma passagem para dizer oi e lanchar juntos, tornou-se uma hospedagem de três noites. Foi-nos dado o quarto do JT (o caçula), todo decorado para Haloween, nós dois conhecemos pessoalmente a Melanie (esposa) e as meninas (Kamden e Caya) e tivemos a chance de conviver com as duas bebezinhas que eles estavam cuidando como pais adotivos temporários (para quem não acredita que os americanos são generosos…).

Paul chegou de sua viagem mais tarde e depois de conversas, lembranças, e uma noite boa de sono, nós acordamos no domingo prontos para o turismo. O dia ia ser gasto no USS Midway Museum. Como o museu é um museu marítimo dentro de um porta-aviões de verdade eu imaginei que o Carlos ia se divertir enquanto eu me aborreceria. Engano. Ficamos o dia todo dentro do porta-aviões USS Midway e ainda faltou tempo para visitar tudo. É maravilhoso e amamos a visita. São três andares de pura curiosidade: 25 helicópteros e aviões e vários veteranos que explicam como era viver, trabalhar, decolar e retornar ao navio. Você se sente no filme Ases Indomáveis (Top Gun) o tempo todo. Vou deixar o monte de fotos falarem por mim. E devo esclarecer que desde 2004, quando foi aberto, até hoje recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano e se tornou o mais visitado museu naval no mundo.

São mais de 60 locais, incluindo quartos de dormir, sala de máquinas, cozinha, ponte, brigue (cadeia), correios, salas dos pilotos, salas dos oficiais e salas de controle de voo. Outras atividades incluem subir a bordo de aeronaves e cockpits, vídeos e simuladores de voo.

Primeiro as máquinas:

Agora os dois turistas:

E a vida cotidiana de cerca de 200 mil marinheiros que serviram a bordo do transportador, conhecido por vários avanços na aviação naval, bem como várias missões humanitárias. Era o único transporte que serviu durante toda a Guerra Fria e mais além.

Mais um jantar agradável com os Millers, descanso e no próximo dia, uma segunda feira, o Paul generosamente nos emprestou duas bicicletas, mais o suporte para o carro, as travas e tudo. A Melanie nos forneceu os zips para levar os lanches (que permaneceram conosco durante toda a viagem e ainda voltaram ao Brasil) e lá fomos nós para San Diego que fica à uma hora de Carlsbad. Destino Balboa Park e a cidade que é uma graça.

Depois de pedalarmos pela cidade toda, dirigir de volta e parar na praia para conhecer passamos mais uma noite com os Millers. Um jantar maravilhosos porque eles comem super bem, natural e vegetariano. Mais uma noite bem dormida e partimos para Las Vegas pela Rota 66. Essa parada foi tudo de bom, foi uma alegria conhecer uma família que enobrece os americanos: generosos, eco conscientes e pouco consumistas. Felizmente o Carlos pode conversar com sua mãe americana, a Ginger, pela última vez já que ela faleceu pouco tempo depois. Mas deixou seu legado em forma de filho e netos maravilhosos a quem seremos gratos para sempre.

2 comentários sobre “San Diego – melhor impossível

  1. Wilde a. Campos

    Muito bom quando tudo corre bem: lugares lindos, família ótima, recepção perfeita, comida excelente e saudades para levar na bagagem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s