Zion National Park – sem palavras

Um lugar para se surpreender
Um lugar para se surpreender
Um lugar para admirar
Um lugar para admirar

Zion, um dos parques nacionais mais lindos que já visitei. A beleza se apoderou de mim desde os primeiros instantes, o contraste das montanhas avermelhadas com o rio e a mata são absolutamente lindos. Essa foi a impressão que eu tive assim que entramos no parque. Depois veríamos o Bryce, o Grand Canyon e o Antelope e não sei dizer qual me surpreendeu mais e nem sei decidir qual foi o mais lindo.
Chegamos ao Zion por uma estrada maravilhosa que parte de Las Vegas e chega até o parque, passa por dentro dele e nos levou até a cidade onde íamos dormir.

Zion National Park fica no sul do estado Utah e é o parque nacional mais antigo do estado. Além das incríveis formações rochosas, a flora e fauna do Zion National Park são ricas e diversificadas, com mais de 800 tipos de plantas, 250 tipos de pássaros e 75 tipos de mamíferos. O Zion National Park tem uma rica história e é um lugar perfeito para viver aventuras e seguir trilhas.
O nome do Zion, talvez o mais bonito dos parques de Utah (olha que é difícil decidir), vem de uma antiga palavra hebraica que significa ‘santuário’. O nome Zion (Sião) refere-se a um lugar muito pacífico e calmo na bíblia. Os mórmons eram fazendeiros da área de Salt Lake e foram os primeiros colonos de origem Europeia na área. Sendo assim, vários lugares que maravilharam os colonos mórmons do século XIX receberam nomes descritivos ligados à religião: Temple of Sinawava (Templo de Sinawava), Angels Landing (Descida dos Anjos), The Great White Throne (O Grande Trono Branco), The Three Patriarchs (Os Três Patriarcas) e Kolob Arch (lugar mais perto do paraíso).
O parque de 593 quilômetros quadrados é entrecortado por trilhas, de curtos passeios por caminhos pavimentados ao abismo dramático de Zion Canyon. É difícil acreditar que o pequeno rio Virgin esculpiu essas paredes de trezentos metros de arenito delicadamente colorido. Alguns dos maiores pedaços de pedra que eu já vi e um conjunto de vistas deslumbrantes e fenômenos naturais impressionantes.
Para chegar ao verdadeiro coração do cânion, estacionamos o carro. A estrada de Zion Canyon está aberta apenas para os ônibus de transporte gratuito que não funcionam no inverno quando estivemos por ali. A inspiração é andar pelo fundo do cânion e olhar para o alto. Zion também é conhecido pelos seus cânions de fenda, mas o percurso é de 26 km e não tínhamos esse tempo todo. Fizemos algumas trilhas quando chegamos e outras na volta.
Nada melhor do que as fotos para tentar mostrar um pouco a grandiosidade do lugar.

Após quatro noites em Kanab e depois de visitarmos o Bryce, o Grand Canyon e o Antelope, voltamos pela mesma Zion-Mount Carmel Highway para Las Vegas e tivemos mais um dia e uma chance de ver o parque.
Fizemos algumas trilhas:
– The Grotto Trail: uma trilha fácil e que leva até o centro de picnics
– Kayenta Trail: trilha moderada que vai até uma varanda com vistas privilegiadas do rio e dos cânions. Dessa trilha começa a Upper Emerald Pool Trail.
– Upper Emerald Pool Trail: vai pela parte de dentro do canyon até a parte de cima da piscina das esmeraldas. Nivel médio com subidas escorregadias.
– Riverside Walk: muito popular e muito cheia porque vai seguindo o rio e é toda pavimentada. A partir dela pode se pegar a outra trilha “The Narrows”
– The Narrows: contorna o rio e não tem fim. Você para onde quiser e volta.

Continuava inaceitavelmente lindo mesmo após os outros.

Perrengue: Saímos de Las Vegas, paramos no supermercado onde almoçamos, entramos no Zion, fizemos várias trilhas até escurecer e ai começamos a sair do parque, extremamente cansados, para ir para Kanab. Tínhamos visto ao longo da estrada placas como essa:

Veados na estrada
Veados na estrada

Achamos bonitinho mas não acreditamos nas placas até que quase atropelamos três que pularam correndo no meio da pista deixando o Carlos completamente sem reação, boquiaberto e nós dois super assustados. Eu que estava quase dormindo tive que redobrar a atenção. Eles também se assustam com os faróis, atravessam de repente e correndo. E mais que crime ambiental seria o final da viagem para nós.

2 comentários sobre “Zion National Park – sem palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s