San Francisco – ícone dos filmes

Nós e a Golden Gate Bridge
Nós e a Golden Gate Bridge

Milk, Doce Novembro, Bullit, Uma babá quase perfeita, Alcatraz, Patch Adams, A Rocha, À procura da felicidade, Diário de uma princesa, A rede e mais alguns tantos seriados da TV. Tudo filmado em San Francisco só para fazer a gente se sentir num sonho em cada lugar que visita da cidade. É uma cidade para gastar, no mínimo, uma semana, mas só tivemos um dia. Então só foi possível ver o básico. Na primeira vez que estive em San Francisco fiquei mais tempo e não me lembro de quase nada. E nem escrevia blog.
Saímos de Morgan Hill pela manhã, deixamos o carro na estação e fomos de trem, Caltrain, para a cidade. Achamos que seria o jeito mais fácil ir sem carro porque SF é uma cidade grande com dificuldade de estacionamento. Creio que saímos às 7 da manhã e chegamos às 9 na estação SF a uns oito quarteirões da Market Street, onde fica o ponto inicial do bondinho, e onde começaria nosso roteiro para um dia. Bondinho para nós, para eles Cable Car. E estreando a câmera nova que estragou a maioria das nossas fotos.

Símbolo ícone da cidade, o Cable Car além de ser uma experiência única é a alternativa pra conhecer a cidade. Os primeiros bondinhos começaram a funcionar em 1892, atendendo quase toda a cidade. Hoje apenas três linhas funcionam e passam nos melhores lugares turísticos. E são um charme. Além do que SF é uma cidade grande com um metrô de superfície bem pequeno então a saída é andar nesses charmosos bondinhos para lá e para cá. E a cidade foi construída sobre colinas. Daí o sobe e desce, fica ainda mais interessante a bordo dos bondinhos.

Chegamos a Lombard Street onde descemos para fazer o resto do percurso a pé. Lombard Street é uma das principais atrações de SF e é conhecida como a rua mais tortuosa e cheia de curvas do mundo. As casas são maravilhosas e devem ser caríssimas e não deve ser fácil morar em um lugar que vive cheio de turistas fazendo barulho e fotografando. Geralmente é florida e fica linda na primavera. Nessa época estava com poucas flores.

SF é considerada uma das capitais gastronômicas dos Estados Unidos. Entre muitos restaurantes cult e chefes renomados, a cidade é famosa também por uma das melhores marcas de chocolate do mundo: a fábrica de chocolate Ghirardelli. Existem várias lojas nos EUA, mas a principal fica no Ghirardelli Square, na região de Fishermans Wharf. Nessa loja é onde tem a maior variedade e os melhores preços. E os preços são bons. Não compramos porque deram tantos para a gente experimentar que nem precisou e, na verdade, nunca tem espaço na mochila. Infelizmente não fotografei. Estávamos tendo problemas com a câmera.
E acabando essa caminhada chegamos ao Fisherman´s Wharf. Fisherman’s Wharf era um lugar estritamente comercial, onde os peixeiros saiam cedo para pescar e voltavam para as feiras que aconteciam ali mesmo. Na década de 1970 virou atração turística.

Dali é possível ver a famosa ilha de Alcatraz que até 1963 era um presídio federal de segurança máxima. Tempo contado e não foi possível fazer o passeio de barco pela baía.

O lugar, um verdadeiro point que está quase sempre com suas lojas, restaurantes e lanchonetes lotados, tem uma paisagem de fundo deslumbrante: toda a baía de San Francisco, a Golden Gate e o parque da Golden Gate.

E a famosa ponte. A ponte Golden Gate, outro ponto famoso da cidade, foi inaugurada em 1937. Em média 120 mil carros cruzam a ponte todos os dias.

O Píer 39 é onde ficam os leões marinhos que parecem nem ligar para o vai e vem dos turistas e dos locais. Nem os turistas parecem ligar para a presença destes (fedorentos) simpáticos animais é sem sombra de dúvidas um dos principais motivos de sucesso deste Pier. Todos os dias os biólogos do aquário de San Francisco fazem a contagem dos animais. Eles vinham pela comida farta. Hoje diminuiu o número deles. Passaram de 1700 ao dia para uns 400.

Mas nem só desses simpáticos animais vive o Píer 39. Voltando um pouco atrás lá está o Parque da Golden Gate e mais o Palácio das Finas Artes. O Palácio Romanesco de Belas Artes foi criado para ser a principal atração da Exposição Internacional do Panamá e do Pacífico de 1915. A exposição celebrava o término do Canal do Panamá e a recuperação de São Francisco após o terremoto e os subsequentes incêndios de 1906. Hoje em dia é cenário lindo para fotos de casamento.

E a vista que deixa qualquer informático enlouquecido. O carro da Google

O carro mapeador do Google
O carro mapeador do Google

E no final da tarde, acabados, pegamos o trem de volta para Morgan Hill.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s